top of page
Buscar
  • Foto do escritorNossa Guarapiranga

Descarte de esgoto in natura pela EEE no Córrego Itupu: a quanto anda essa história?

Como pode: esgoto in natura (cocô, em português bem claro) descartado pela Estação Elevatória de Esgoto (EEE) no Córrego Itupu, que é afluente da Represa Guarapiranga?


Há tempos, identificamos o problema com status de crime ambiental. Há tempos, a ANGua briga com os órgãos competentes para resolver a questão.


Cansada do blá, blá, blá e da falta de ação por parte do poder público, a associação que nasceu para defender a Guarapiranga disparou, em setembro de 2020, um grito de socorro ao Ministério Público do Estado de São Paulo.


Ele ecoou...


A representação inicial, que já havia se desdobrado em dois processos, evoluiu de novo.


No Ofício nº 1.515/22 - 1ª PJMAC - IC nº 331/20, Carlos Henrique Prestes Camargo, 1º Promotor de Justiça do Meio Ambiente da Capital, comunica a instauração de inquérito civil público para averiguação da denúncia (veja a seguir).


Portaria_6535017
.html
Download HTML • 84KB

Relembrando o caso...


Em resposta às primeiras determinações do MP, a Sabesp afirmou que:

1) as imagens apresentadas não seriam suficientes para identificar o local exato dos fatos;

2) os links / vídeos não funcionariam e não indicariam a data da gravação; e

3) a instalação mencionada apresentaria “funcionamento normal e ininterrupto, conforme relatórios de acompanhamento”.


(“Detalhes”: até as coordenadas geográficas foram fornecidas para especificar o local; os vídeos sempre rodaram muito bem no YouTube; os tais relatórios nunca chegaram; seguem os links para os vídeos ao final, confira você mesmo.)


E a Cetesb, em resposta ao MP, alegou que:

1) teria realizado vistoria na EEE em questão, sem constatar, contudo, o despejo de esgotos domésticos no Córrego do Itupu;

2) os funcionários da Sabesp teriam informado, nos últimos 12 meses, o registro de nove ocorrências de interrupções do funcionamento da EEE em razão de “sobrecorrentes e

sobretensões da rede elétrica e travamento dos rotores”; e

3) não teria emitido qualquer licença autorizando a descarga direta do esgoto no Córrego Itupu.


Quer saber dos próximos passos?


Bom, agora, é preciso esperar um pouco mais...


Aguardar, sim; de braços cruzados, não.


Quando se trata do bem da Guarapiranga, a ANGua não se aquieta. Na última sexta-feira, 22 de julho, no Tempo Wind Clube, na Riviera Paulista, executivos da ANGua participaram de um encontro promovido pelo deputado estadual Castello Branco com o objetivo de discutir soluções para a região da represa e sua preservação.


Foi produtivo. Há um longo caminho pela frente, mas sejamos otimistas; os primeiros passos foram dados.


Ainda sobre o descarte de esgoto in natura pela EEE no Córrego Itupu...


Diminuiu sensivelmente. Não flagramos mais descartes; porém, o Córrego Itupu – afluente da Guarapiranga, vale repetir – continua imundo, totalmente contaminado.


Ah, só para fechar: a EEE do portal de Parelheiros segue inoperante.


E boa semana para você!



Flagrantes de descargas de esgotos da Sabesp na Guarapiranga

Final de fevereiro de 2020

27/08/2020

11/01/2021

13/01/2021


EEE do portal de Parelheiros

Veja São Paulo, 24/09/2021

SPTV e G1, 24/09/2021


155 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Parecer do CAEx

Segue parecer técnico do CAEx referente à avaliação da qualidade das águas da Guarapiranga...

Cetesb e a qualidade da água da Guarapiranga

Segue uma apresentação que a Cetesb fez na reunião do Subcomitê Cotia Guarapiranga em 29/09/2023 sobre a qualidade da água da Guarapiranga. Na página 32, a qualidade da água dos principais afluentes d

bottom of page